Eu sei que você já deve estar saturado deste assunto, mas não despreze esta discussão que vamos iniciar aqui, no nosso espaço a partir de agora. É inegável que a pandemia do coronavírus mudou a nossa vida e mudará os rumos da humanidade a partir de agora. A visão é como iremos olhar para esta situação. Sob a perspectiva do copo meio-cheio, ou do copo meio-vazio.

É inegável que o efeito dessa doença é devastador em nossas economias e sociedades. Ainda não conseguimos dimensionar o tamanho desta mudança. É intrigante pensar como que um ser invisível a olho nu, que necessita nas nossas próprias células para crescer e se multiplicar consegue produzir efeitos tão gigantescos em nosso mundo. Um micro-organismo transformou a nossa macro-terra.

A minha perspectiva é otimista, você que me acompanha sabe disso. Eu sempre vejo o copo meio-cheio… Assim, pensemos o seguinte. Pesquisadores que ainda procuram uma vacina para esta doença admitem que os efeitos desta pandemia poderão durar dois anos. Pensa… Teremos que nos reconfigurar para viver dois anos com este cenário de restrição, isolamento. Ora lojas fechadas, ora abertas. Consumo 24 horas – opa… Na internet, óbvio!

Quantos de nós tivemos que, às pressas, criar ferramentas digitais para atender clientes e conseguir formatar vendas, entregas físicas a partir de plataformas virtuais.

Gente… Faz pelo menos três anos que criamos este espaço aqui, e antes que alguém me acuse de charlatão – pelo menos no que se refere a prever o futuro -, eu já falei sobre a necessidade do movimento digital nos nossos negócios.

Esta agora é uma imposição do mercado, não mais uma tendência. Todos os modelos de negócio terão que repensar suas atividades para não sucumbir. De restaurantes a boutiques. O trabalho não será mais nos escritórios. O home office virou a ferramenta para manter ativa a inteligência de nossas empresas em meio à parada do isolamento.

Nunca se precisou tanto das ferramentas digitais quanto agora. Como CEO nesta área, há quase 20 anos, eu vejo um mundo de oportunidades compartilhadas. Ninguém está ganhando com esta crise, sozinho. A pandemia nos mostra que este é o momento de unir forças e arregaçarmos as mangas – juntos. Eu, você, meus concorrentes, seus concorrentes, todos passamos a parceiros de jornada e para não nos transformarmos em náufragos, precisamos remar juntos, entenda isso.

A vida não será a mesma e pelas próximas semanas vamos tratar disso. Eu quero ouvir a sua opinião também. Quero que você interaja nos comentários… Vamos trocar dúvidas, angústias e incertezas pela confirmação que todos iremos suplantar essa situação e criar uma nova história para nossa humanidade. Conto com você, conte comigo.

Por Marcos Aurélio Delavald
Especialista na comunicação mediada pela plataforma digital.
Imagem: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.