Em nosso artigo da semana passada, e há algum tempo aqui no nosso espaço, tenho dito reiteradamente que precisamos manter a capacidade de aprender e se adaptar ao mundo que nós mesmos estamos inventando sempre. Mas como fazer para colocar em prática isso. Piscamos os olhos e estamos em março e necessitamos seguir fazendo o melhor para realizar o feliz ano novo desejado no finzinho de 2019.

Bom, eu tenho uma dica e ela vem de minha observação empírica sobre meus filhos. Você já viu como que as crianças aprendem? Às vezes, tenho a impressão que eles sabem mais do que eu, e não me espantaria confirmar que em algumas coisas, sim. A sabedoria está mais com eles.

Como fazer para tornar-me um eterno aprendiz, como propunha Gonzaguinha? Exercitando o cérebro. Crianças muito mais que adultos têm a neuroplasticidade acentuada. Esta é uma capacidade do nosso cérebro que vai ficando para trás com o passar dos anos, mas cabe a nós mantê-la bem ativa. Isso é necessidade no nosso tempo contemporâneo…

Vou compartilhar aqui algumas dicas valiosas sobre neuroplasticidade. Começamos pelo começo, bem redundante. Primeiro de tudo você precisa estar aberto à capacidade de aprender, de fato, querer aprender algo novo sempre é o primeiro passo.

E o segundo passo nos liga ao primeiro e ao terceiro: quanto mais se pratica o que está aprendendo, mais exercitamos nosso cérebro. As sinapses neurais se intensificam com a prática e esta prática se multiplica quando a compartilhamos com os demais.

Siga por este caminho entendendo o que está fazendo e retomando a capacidade de imaginar. Ela nos faz mais espertos, ágeis e possíveis de evolução. Por fim… Toda vez que você se sente feliz por ter aprendido algo, por mais simples que tenha sido esta tarefa, eu cérebro libera a dopamina, também conhecida como a sensação de bem-estar, a felicidade. Vamos exercitar o cérebro para nos manter saudáveis e conectados com as transformações que virão em 2020? Espero que sim, vou tentar com tenência.

Por Marcos Aurélio Delavald
Especialista na comunicação mediada pela plataforma digital.
Imagem: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.