Às vezes o óbvio é tão certo que precisa ser dito, repetidamente como um mantra, pois se torna difícil de ser compreendido pelo senso comum. Vamos lançar um olhar para dentro de nossas organizações e pensar no que de mais valioso temos, depois de nossa força empreendedora e marca.

Muitos aqui dirão o estoque, as instalações, a logística… Sim, tudo isso tem muito valor e relevância. Porém, nosso maior capital são as pessoas. As nossas empresas são feitas de gente, são pessoas iguais a nós e por isso, somos ricos sem saber. Nunca podemos nos esquecer de que comandamos pessoas, tratamos com elas e esperamos que elas nos deem o melhor de si por meio do trabalho.  

As empresas são feitas de pessoas e não adianta de nada cumprir o que é de direito, no que se refere às legislações e encargos sociais inerentes ao mundo dos negócios, se a nossa mentalidade não vê as pessoas que nos rodeiam como seres vivos. As pessoas que nos rodeiam amam se decepcionam, se apaixonam e entristecem, iguaizinhos a nós. As empresas são parte seres vivos.

Nesta relação sempre precisamos considerar o fator humano. Por mais óbvio que seja isso, às vezes a gente se esquece. Cobramos os melhores resultados, 100% de acerto e precisão, em troca do cumprimento da legislação, mas não nos damos conta de que nem sempre é possível dar o máximo, fazer com exatidão. A vida é isso é ser humano e falhar de vez em quando.

A nossa riqueza nem sempre é material. O ser humano é um bem intangível, no qual impossível é atribuir valor financeiro e material. Somos tão caros porque somos feitos de valores, de erros e acertos. Esta é nossa grande característica que nos separa das máquinas, tornando-nos muito superiores a qualquer invento que nós mesmos tornamos realidade.

Somos gente, tratemo-nos como tal. É difícil, sim, mas não é impossível. Vamos tornar as nossas relações profissionais mais humanas, próximas e verdadeiras, pois assim todos ganharemos. O mundo das empresas é feito de pessoas, nós somos este mundo também.

Por Marcos Aurélio Delavald
Especialista na comunicação mediada pela plataforma digital.
Imagem: Divulgação


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.