Você também tem dificuldade de ler um livro todo? Tipo, um romance de 300 – 400 páginas, aqueles que, bem bons, a gente matava em um fim de semana? Eu tenho, está difícil ler muito, durante muito tempo, na mesma plataforma. Parece que aquele prazer fica desconfortável, cansativo e repetitivo.

Será que desaprendemos (eu e você que sente isto também) a ler um bom livro… Creio que não. Estamos vivendo um efeito que a modernidade trouxe, arrebatadora. Hoje não compramos o disco, pagamos pela música. Não assistimos mais o filme, e sim a série. Não vamos mais na balada para encontrar alguém, vamos para o Facebook. Não lemos mais um livro, lemos o post, no máximo – este artigo.

Tudo que era feito em tamanho família virou porção individual, pronta para o consumo em uma única vez, sem desperdício. A cultura do mínimo nos pegou de jeito, inclusive na leitura.

Este é um efeito colateral da oferta incessante de conteúdo, de notícias, de conteúdo na internet, entregue de bandeja, na palma de nossas mãos, por nossos celulares maravilhosos e suas capacidades gloriosas. É assustador, mas pense comigo: quantos livros você já leu, neste último ano. Não quero nem saber se foi em papel, ou PDF… Livros, com começo meio e fim, muitas letras, palavras, frases e páginas.

Repetimos um comportamento que remete a Idade Média, quando começaram os livros. Lá atrás foi preciso educar o cérebro para leituras mais demoradas. Estamos passando pelo mesmo perrengue. Eu até arrisco a parar de escrever, sob pena de me tornar muito longo e perder a sua atenção. Porém, pense nisso. Faça o teste com algum escrito, e deixe nos comentários a sua experiência.

Por Marcos Aurélio Delavald,
Especialista na comunicação mediada pela plataforma digital.
Imagem: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.