Ao ler o título de nossa reflexão semanal você deve estar dizendo a si mesmo “o Marcos não sabe o que diz”, de fato, ninguém nunca tem 100% da verdade. A gente tenta orientar, dividir a nossa experiência e compartilhar vivência. Voltando… Sei sim o que estou falando, vou lhe provar como.

Quantas vezes você se pegou cansado, irritado, sem conseguir sair do lugar com sua tarefa? Isso tem ocorrido com frequência? Os dias parecem intermináveis, e mesmo assim, atividades corriqueiras não são vencidas? Bem-vindo ao time dos esgotados. Sem energia, no topo do estresse, não adianta, ninguém é produtivo. 

Experimente hoje, que é sexta. Termine seu horário, não suas tarefas – caso não seja possível –, e ao invés de lamentar-se, tentar criar uma explicação para o chefe, ou seu cliente, que por ora também é chefe, e desligue. Coloque o trabalho no modo OFF e o lazer no ON. Vá tomar um chopinho com os amigos, não se preocupe com a hora, amanhã é sábado. Aproveite a vida, viva!

A gente fala tanto, ensina tantas dicas, para crescer, empreender, prosperar, criar… Mas esquece de incentivar ao lazer, que é parte da nossa vida. Quem não sai para lugar nenhum, vive apenas em função do trabalho, vive, como diria Elis, “apenas aguenta”. Chega uma hora que nem isso.

Você já ouviu falar da síndrome de Burnot? É a doença do estresse, do excesso de trabalho e da falta de cuidado com sigo mesmo, ou seja, da falta de vida! Não seja mais uma vítima do esgotamento que afasta a produtividade. Seja bem-sucedido, mas esteja saudável, viva também. Faça um teste, dedique pelo menos um dia para o seu lazer, evite levar serviço para casa no fim de semana e viva. Você vai ver, sua produtividade será melhor, seus prazos serão cumpridos e o trabalho não será um fardo pesado demais para carregar sozinho. Bora viver, rapá!

até a próxima semana 

Por Marcos Aurélio Delavald,
Especialista na comunicação mediada pela plataforma digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.