Na semana passada apresentamos a primeira parte dos mandamentos para ser mais produtivo. A primeira etapa foca nas tarefas práticas, aquelas que dependem da nossa ação individual.

Nesta segunda fase, vamos trabalhar o pensamento, as ações e as emoções. Mente quem diz que deixa pelo lado de fora do trabalho seus problemas pessoais. Somos 100% a nossa essência, se alguma coisa vai mal com a vida da gente, certamente iremos declinar nos negócios e relações. 

Importante é aprender a dominar o ímpeto. Condicionar os sentimentos, e fazer de tudo para manter a positividade. Se as regras de condicionamento das ações funcionam, as que regulam a mente e o nosso corpo, complementam os mandamentos de uma vida produtiva.

Lá vão os últimos sete:

 IX – Não blasfemarás palavras de desânimo e negativas contra si. Você já se sentiu desmotivado depois de ter ouvido sentenças negativas, ter lido ou ouvido que não poderia, ou não conseguiria… Afaste-se destas palavras e pensamentos. Seja positivo, não se desespere tão rápido. Assim como não permita que ninguém lhe diminua, fazendo com que você se sinta menor. 

X – Não colocarás limites em vossa dedicação. É preciso sempre ir além. Os vencedores só sabem que ganharam depois que cruzaram a marca da superação. É assim que funciona. Para ser produtivo é preciso ultrapassar barreiras, transpor obstáculos e fazer um pouco mais, sempre. 

XI – Reconhecerás a ajuda do próximo. Ninguém chega a lugar nenhum sozinho. Claro que a vitória pode ser um ato individual, e geralmente é. Mas um mundo de situações e condições, pessoas e circunstâncias nos levam aos nossos objetivos. Reconhecer o poder do próximo e a importância dele é um ato nobre, que torna nossa eficiência ainda mais recompensadora. 

XII – Não te culparás pelas tuas falhas. Errar é humano e faz parte dos processos de aprendizado, crescimento e construção de uma carreira.  Não se culpe por ter errado, independente do tamanho do erro. É com eles que aprendemos, não com as vitórias. Os erros são importantes para nos lembrarmos que somos humanos e estamos sujeitos a falhar, por isso, ele não pode ser uma culpa, jamais!

XIII – Não serás preguiçoso. Vencer a preguiça é fator determinante para alcançar nossos objetivos. Ninguém bem-sucedido é preguiçoso, e vice-versa. A preguiça não combina com progresso, é antagônico, eu diria. Vença a preguiça e coloque a cara no sol, na vida. 

XIV – Persigas teus sonhos. Nunca deixe de sonhar. Os sonhos são o maior tesouro que temos. É em um sonho que tudo começa, por mais maluco e absurdo que ele seja, ele sempre fala, diz muito de nossa personalidade, de nossa essência e de nossos objetivos. Sonhe para realizar, realize para continuar sonhando e continuar realizando. Este é um ciclo vicioso dos melhores já inventados.

XV – Reservarás um tempo para ti mesmo. Depois de 14 mandamentos, eis que lhe apresento um dos mais importantes. Tenha um momento só seu, no qual a única companhia são os seus pensamentos. Nesta hora, faça aquilo que lhe dá prazer de sentir-se vivo. Faça isso, seguindo nossos 15 mandamentos e serás muito fértil e produtivo. 

Amém!

até a próxima semana 

Por Marcos Aurélio Delavald,
Especialista na comunicação mediada pela plataforma digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.